Endoscopia com magnificação favorece diagnóstico precoce do câncer no aparelho digestivo

A endoscopia com magnificação é um exame que revolucionou o diagnóstico endoscópico, principalmente das neoplasias, de acordo com o gastroenterologista e endoscopista Roberto Barreto, que é presidente da Sociedade Brasileira de Endoscopia (Sobed) em Mato Grosso.

“Com ele é possível realizar o diagnóstico precoce do câncer no aparelho digestivo”, observa o especialista, explicando que a endoscopia com magnificação é um recurso utilizado na realização de endoscopia digestiva alta e baixa, indicada para pacientes com históricos de neoplasias na família ou lesões pré-descobertas no aparelho digestivo.

Roberto Barreto esclarece que a endoscopia com magnificação proporciona uma análise com mais definição da imagem ao aumentar a região examinada.

“O aparelho que realiza a endoscopia com magnificação possui o recurso de aumentar a região examinada em até 100 vezes, em tempo real e alta resolução, dessa forma permitindo uma análise detalhada da mucosa”, observa o especialista.

Roberto Barreto aponta várias vantagens com a magnificação, como a remoção de apenas lesões malignas e pré-malignas, evita ressecções em lesões benignas e riscos de complicações, além de realizar a prevenção em um só procedimento.

“Esse procedimento revolucionou o diagnóstico endoscópico pela caracterização e classificação de lesões durante o exame, antecipando o diagnóstico anatomopatológico e permitindo a imediata ação terapêutica”, completa Roberto Barreto, que é diretor do Instituto de Gastro e Proctologia Avançada (IGPA) e do Centro de Endoscopia de Cuiabá (CEC).

SC Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário