Especialistas do IGPA fazem alerta no Dia da Saúde e Nutrição sobre doenças do trato gastrointestinal

Levantamento realizado pelo Ministério da saúde aponta que as doenças crônicas do trato-gastrointestinal estão entre as principais causas de morte. A gravidade dessas doenças pode variar muito de acordo com o estilo de vida do indivíduo. A má alimentação é um dos agravantes.

Neste Dia da Saúde e Nutrição (31.03), o gastroenterologista e endoscopista Roberto Barreto, e o coloproctologista Mardem Machado, ambos do Instituto de Gasto e Proctologia Avançada (IGPA), pontuam sobre a relação da nutrição com as doenças do trato gastrointestinal.

Dr. Roberto Barreto explica que o sistema responsável pela digestão conta com diversos órgãos que trabalham de forma conjunta para extrair o máximo de nutrientes dos alimentos, garantindo a absorção de todos os nutrientes importantes para o organismo.

O especialista ressalta que o caminho que o alimento percorre pelo corpo até sua eliminação é literalmente longo. Para atravessar a extensão de cerca de 9 metros de aparelho digestivo leva de 18 a 30 horas, sendo 6 delas apenas no estômago.

“A importância desse sistema é vital para o organismo. Sem a absorção correta dos nutrientes, a saúde fica seriamente comprometida, por esse motivo qualquer anormalidade no seu funcionamento é sinal de alerta”, frisa o médico, ressaltando que enfermidades no sistema gastrointestinal podem comprometer a nutrição adequada, levando a situações que necessitam de cuidados especiais.

As doenças gastrointestinais

A gravidade dessas doenças pode variar muito de acordo com o estilo de vida do indivíduo. Má alimentação, sedentarismo, fumo e álcool são agravantes que podem levar a sérias complicações.

Os principais sinais de problemas no sistema digestivo envolvem uma variedade de sintomas: perda de peso sem razão aparente, dor ou cólicas no abdômen, náuseas e vômitos, prisão de ventre inchaço, queimação estomacal, azia, constipação, entre outros.

Sinais mais severos como fezes com sangue ou secreções devem ser imediatamente observados por um médico especialista.

Câncer

O coloproctologista Mardem Machado lembra que uma das maiores causas de morte, especialmente entre os homens, o câncer de estômago e câncer de cólon se caracterizam pela formação de tumores que acometem o sistema gastrointestinal. Apesar de estarem entre os cânceres com mais incidência no mundo, o diagnóstico precoce e tratamento adequado elevam as chances de cura.

O grande perigo dessa doença é que seu estágio inicial é assintomático, podendo ser facilmente confundido com outras doenças do trato digestivo. Essa é a razão pela qual nenhum dos sintomas relacionados às doenças gastrointestinais devem ser ignorados, ainda mais quando são frequentes.

O impacto sobre a nutrição

Doenças gastrointestinais interferem significativamente na absorção de nutrientes importantes como vitaminas e sais minerais, acarretando em outros problemas como anemia, enfraquecimento dos ossos e desidratação. Além disso, algumas doenças podem comprometer a ingestão normal de alimentos, restringindo a dieta dos pacientes.

“É importante que o indivíduo recorra sempre a um profissional de saúde a fim de um diagnóstico preciso e, sob a orientação de um nutricionista, adotando uma dieta adequada às suas necessidades nutricionais e suas condições fisiológicas”, orienta Dr. Mardem Machado.

Deixe um comentário