Eventos sobre doenças intestinais colocam Cuiabá entre os centros de referência do mundo

O I Fórum de Pacientes com Doenças Inflamatórias Intestinais – Regional MT e a II Jornada Mato-grossense de Doenças Inflamatórias Intestinais realizados em Cuiabá neste mês de junho colocou Cuiabá no contexto dos grandes centros de referência do mundo.

Os eventos foram realizados pelo Grupo de Estudos de Doença Inflamatória Intestinal do Brasil (GEDIIB), sob a coordenação do coloproctologista Dr. Mardem Machado, diretor clínico do IGP

Dr. Roberto Barreto, gastroenterologista, considerou o evento de altíssimo nível, principalmente pela característica multidisciplinar, dando ênfase não só na atuação médica, mas também a importância de outras especialidades como a dermatologia e reumatologia. Além disso, contou com a participação significativa de profissionais da nutrição, da psicologia.

“Foi um sucesso pelo nível dos palestrantes e por representar um momento histórico para Mato Grosso por ter sido o primeiro com esse perfil multidisciplinar”, classificou.

A pediatra Dra. Natasha Slhessarenko também reconheceu a grandeza do evento.

“A Jornada foi excepcional. Eventos dessa envergadura em termos de profissionais que vieram para trocar experiências colocam Cuiabá no circuito dos grandes centros de doenças inflamatórias intestinais do mundo”, afirmou a médica.

Isto porque foram discutidos assuntos extremamente atuais e importantes e relacionados a doenças inflamatórias intestinais como micro biomas, transplante de fezes.

“E o Dr. Mardem Machado, ao trazer eventos como este para cá, com esse nível de profissionais, faz com que Cuiabá esteja realmente no contexto dos grandes centros de doenças inflamatórias intestinais”, completou.

O1º Fórum Regional de Pacientes com Doenças Inflamatórias Intestinais  (FOPADII) antecedeu a jornada e pacientes com DII inclusive com relato sobre o convívio com a doença e o tratamento, além de familiares.

Coloproctologista Dr. Mardem Machado

O coloproctologista Dr. Mardem Machado, comemorou o sucesso de ambos os eventos.

“O fórum foi uma oportunidade para debater e dar visibilidade para as doenças inflamatórias intestinais, especialmente pelo fato de não terem cura e também pela importância do paciente não abandonar o tratamento. E isso passa pelo apoio irrestrito da família. E a jornada trouxe à Cuiabá especialistas de vários estados para troca de experiências. Um avanço para o tratamento das doenças inflamatórias intestinais”.

 

Deixe um comentário