Vida Diagnóstico e Saúde realiza palestra gratuita sobre Doenças Inflamatórias Intestinais

Palestra acontecerá nesta quarta-feira (30), às 10h30, no Centro Clínico

Em alusão ao “Maio Roxo”, mês de conscientização sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs), a Vida Diagnóstico e Saúde realizará amanhã (30.05), às 10h30, na sede da clínica, palestra com o proctologista e diretor clínico do IGPA, Mardem Machado. A palestra é gratuita e aberta ao público.

O palestrante, Mardem Machado trará tudo o que você precisa saber sobre as DII. O proctologista participou no último dia 19 de maio, da 1ª Jornada Mato-grossense de Doenças Inflamatórias Intestinais, que contou com a participação de especialistas de outros estados onde foram discutidas as novidades sobre estes problemas. “Vamos aproveitar a oportunidade e disseminar um pouco do conhecimento adquirido no encontro com toda a população”, afirma Machado.

De acordo com a pediatra e responsável técnica pela Vida Diagnóstico e Saúde, Natasha Slhessarenko, a clínica sempre está disposta a realizar este tipo de evento. “É um momento oportuno para falar sobre as Doenças Inflamatórias Intestinais, visto que estamos no mês de conscientização destas doenças, e que no dia 19 de maio foi comemorado o Dia Internacional de Combate as Doenças Inflamatórias Intestinais”, diz.

Doença de Crohn

A doença de Crohn pode se manifestar em qualquer parte do tubo digestivo (da boca ao ânus), sendo mais comum no final do intestino delgado e do grosso. Entre os sintomas principais estão diarreia, sangue nas fezes, anemia, dor no abdome, perda de peso. Mais raramente há estomatites (inflamações na boca). Também pode atingir pele, articulações, olhos, fígado e vasos. A doença mescla crises agudas recorrentes, leves a graves, e períodos de ausência de sintomas.

Retocolite ulcerativa

A retocolite ulcerativa caracteriza-se por inflamação da mucosa do intestino grosso, apresentando diarreia crônica com sangue e anemia. O reto quase sempre está afetado, sendo às vezes o único segmento. Não há lesões no intestino delgado, o que constitui característica da doença, muitas vezes sendo o fator primordial para diferenciá-la da doença de Crohn. A inflamação pode vir a se tornar muito grave, com hemorragias maciças e perfuração intestinal, necessitando de cirurgias de urgência. O diagnóstico é feito principalmente pela colonoscopia com biópsias.

Deixe um comentário